segunda-feira, 15 de setembro de 2014

MACS expõe cerâmicas de Laerte Ramos

O Museu de Arte Contemporânea de Sorocaba expõe obras do artista
plástico Laerte Ramos, com a mostra ”Lastlândia – Terra Rasgada”, que
pode ser vista até 13 de outubro.

Conhecido por suas cerâmicas e temas bélicos, Laerte afirma que teve
professores alemães refugiados. “Tive um professor que não tinha os
dedos do pé direito. Acho que por isso minhas obras remetem à guerra.“

O artista esteve presente na abertura da exposição, no último dia 6.
Na ocasião, distribuiu dois sacos de argila para que os visitantes se
expressassem em relação às obras. "Gosto te ter um retorno das
pessoas, sobre o que gostaram ou não nas obras”, explica.

As cerâmicas, verdes e brilhantes, reproduzem miniaturas de soldados,
tanques de guerra, tendas e outros objetos. Ao entrar na sala, a
primeira impressão é que está acontecendo uma batalha. A instalação
está rebaixada ao nível do chão do espaço sobre areia, compondo um
acampamento militar. O cenário permite que os visitantes tenham uma
vista aérea das esculturas. O artista traz ainda peças que não estão
ligadas diretamente à guerra, como um telefone antigo e jogo de
tabuleiro.

Laerte Ramos é formado em Artes Plásticas pela FAAP, em São Paulo. Já
participou de mostras em Amsterdan, Paris e em vários estados
brasileiro. Entre os prêmios recebidos está a 8˚ Bienal do Mar, em
Vitória, Espírito Santo.

A exposição, que conta com apoio do Programa de Ação Cultural da
Secretaria da Cultura do Estado de São Paulo, pode ser visitada de
terças a sextas-feiras, das 10h às 17h, e aos sábados e domingos, das
10h às 15h. O MACS fica no Chalé Francês, na avenida Dr. Afonso
Vergueiro, s/n, Centro. A entrada é gratuita. Outras informações pelo
site www.macs.org.br ou pelo telefone (15) 3233-1692.



Instalada sobre areia, a exposição lembra um acampamento militar

Esculturas reproduz brinquedos de guerra

Peças em cerâmica, de Laerte Ramos



Artista plástico Laerte Ramos
Mariana Maia (AgênciaJor)

1 comentários:

  • Anônimo says:
    18 de setembro de 2014 15:11

    O Macs não expõem nada, quem expõem é o artista.

Postar um comentário