terça-feira, 1 de março de 2016

Paulo Henrique Amorim lança livro na Uniso

Principal atração da Semana do Esquenta, promovida pelos cursos de comunicação, o jornalista Paulo Henrique Amorim lançou seu livro “O Quarto Poder – Uma Outra História” nesta quinta-feira (25) na Universidade de Sorocaba. O evento foi aberto pelo pró-reitor acadêmico, professor José Martins, que deu as boas-vindas ao palestrante e o parabenizou pela carreira. O evento ocorreu na Cidade Universitária, no período da noite.
Com auditório lotado, Amorim iniciou falando sobre o jornalismo, profissão na qual atua há quase 50 anos. “A função do jornalista em uma sociedade democrática é fazer o cidadão poder decidir democraticamente sobre sua vida”. Ele também exaltou a importância da precisão das informações, a diferença entre opinião e informação e a distinção da notícia do meio que a deu. “O jornalista deve colocar à frente de si a realidade, um filtro de credibilidade”. A respeito do fim da profissão, Paulo Henrique foi enfático: “Ninguém pode dispensar a informação”, disse referindo-se, ainda, ao uso da tecnologia a serviço da comunicação. “O jornalismo vive sua era de glória, de expansão. Qualquer um pode expor suas ideias”.
Acerca do seu livro, Amorim disse se tratar de “uma história dos meios de comunicação”. O Quarto Poder aborda uma série de denúncias à Rede Globo de Televisão desde os anos 60 até o presente, exaltando sua grande influência sobre a sociedade brasileira e os reflexos dela no jornalismo. “Roberto Marinho governou o Brasil”, afirma se referindo ao poder do presidente das Organizações Globo, que, de acordo com Paulo Henrique, teve forte influência política, sendo capaz de eleger candidatos e escolher ministros. “O Quarto poder é na verdade o primeiro, porque ninguém questiona esse monopólio”, finaliza. 


__________________________________
Texto: Giulia Vasovino, Agência JOR/Uniso

0 comentários:

Postar um comentário