terça-feira, 31 de outubro de 2017

Assunto de equídeos se destaca na Semana de Veterinária


 A Semana Acadêmica da Veterinária de Sorocaba (SAVS), realizada pelo curso de Medicina Veterinária da Universidade de Sorocaba (Uniso), recebeu vários profissionais da área de equídeos, produção e inspeção, animais de pequeno porte e selvagens. Cada profissional falou sobre a sua área de atuação. Depois das palestras, foi realizada uma aula prática para os alunos conhecerem o dia a dia da profissão. Dentre essa gama de profissionais, coube à veterinária da hípica de Sorocaba, Nicole Fidalgo Paretsis, contar como identificar fraturas nas articulações dos cavalos e quais os procedimentos na cirurgia.  O workshop aconteceu no dia 10 de outubro, para os alunos de Medicina Veterinária. Já a Semana Acadêmica ocorreu do dia 6 a 11 de outubro.
A palestrante contou aos alunos que os equídeos são animais bem dóceis e de fácil manejo. Partindo desse pressuposto, o animal dá sinais claros de quando há uma fratura ou algo que o está incomodando. “Você irá perceber em uma volta com o cavalo. Ele irá ficar mais arredio, perde velocidade, não vira para o lado certo e também entorta a perna que está machucada”, afirmou.
Nicole Paretsis contou que depois que se identifica a fratura no equídeo é preciso uma avaliação rigorosa, para que se possa pensar em uma maneira segura e eficiente para um tratamento fisioterápico e até uma intervenção cirúrgica. “Faço um relatório minucioso, para que eu não cometa nenhum equívoco que comprometa o bem-estar e o desenvolvimento do animal”.
Se durante ou depois da avaliação for constatada alguma anomalia que não possa ser sanada com fisioterapia, começa- se o procedimento cirúrgico. “O cavalo é colocado em um ângulo de 45 graus, anestesiado. Colocamos uma microcâmera para que se consiga achar a fratura e, consequentemente, colocarmos placas e parafusos no animal”.
Para a aluna do segundo semestre de Medicina Veterinária, Jéssica Isidoro, saber um pouco mais sobre o mundo dos equídeos foi esclarecedor e motivador para que ela siga nessa vertente de atuação da veterinária. “Sempre gostei do universo dos cavalos e pretendo aprender mais sobre os equídeos. Fiquei contente em saber procedimentos para a saúde dos cavalos ainda mais vindo dessa palestrante, uma referência na área”.

Texto e fotos: Fernando Nascimento/AgênciaJor


0 comentários:

Postar um comentário